Emprego <3 Linkedin: algumas dicas

Considerada por muitos a rede social para ligações profissionais, o linkedin tem vindo a assumir um papel cada vez mais importante na demanda da procura de emprego ou mudança de carreira. Embora esta rede tenha maior visibilidade nos EUA, conta já com o gigantesco número de cerca de 470 000 000 utilizadores, o que reforça a importância desta rede.

Existem inúmeras vantagens e um sem número de dicas para ter sucesso nesta rede, após uma breve pesquisa online resolvi compilar as que considerei mais relevantes.

Permite personalizar a URL (o endereço da página pessoal) – o que torna mais fácil sermos encontrados pelo nosso nome. Idealmente o URL deve ser o nosso primeiro e o último nome.

Permite aumentar o “ranking” do nosso perfil, maximizando a sua visibilidade   através do SEO (Search Engine Optimization). Aliás o linkedin é mesmo um dos sites top 5 que o google mostra quando pesquisamos na sua barra de pesquisa (juntamente ao youtube, wikipedia, facebook e twitter). Um dos pontos que temos de ter em conta é colocar sempre no nosso job title a palavra-chave que achamos que as pessoas vão pesquisar quando procuram pela área ou pelos serviços que temos a oferecer. Por exemplo: se somos especialistas em marketing digital, no job title não pode faltar a designação ‘marketing digital’.

Para o blog (11)

Permite que a nossa rede faça recomendações – ora, quantas mais recomendações, mais credibilidade mostramos ter nessas mesmas áreas (as recomendadas), o que aumenta a probabilidade de um recrutador se interessar pelo nosso perfil. A grande vantagem é que qualquer pessoa pode fazer recomendações no nosso perfil. A melhor forma de conseguir recomendações é fazendo recomendações aos outros perfis da nossa rede.

Quanto maior o número de ligações, maior a probabilidade de ser encontrado – e maior a probabilidade de sermos recrutados. O linkedin apresenta diferentes ‘graus’ de ligação, em função do tipo de ligação que temos com as outras pessoas/perfis: ‑ as pessoas às quais temos uma conexão direta (porque aceitaram o nosso convite ou vice-versa); – as pessoas conectadas às nossas ligações de 1° grau; – as pessoas conectadas às nossas ligações de 2° grau.

Seguir as empresas que nos interessam – de forma a estar a par da sua atividade e saber das vagas de emprego mais atuais.

Ligações a grupos – são das formas mais interessantes de nos fazermos notar. Podemos optar por fazer parte de grupos que consideremos interessantes pela sua área, pelo seu tema ou até pelas pessoas que fazem parte do mesmo. No entanto, não podemos esquecer que a melhor forma de despertarmos interesse para o nosso perfil é participando ativamente nas discussões dos grupos, partilhando conteúdo, experiências e conhecimento.

No próximo artigo da categoria “empregabilidade” falaremos de currículos | ou como convencer alguém de que vocês são a pessoa certa! 😄

 

dsc_2736_impressao

RUI PINHEIRO | MENTOR DO BLOGUE O EMPREENDEDOR BRACARENSE

Anúncios

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s