Modelo de negócio: criar, entregar e captar valor

“aquele que destrói a ordem económica existente através da introdução de novos produtos e serviços, pela criação de novas formas de organização ou pela exploração de novos materiais”.

Foi assim que Joseph Schumpeter definiu empreendedorismo em 1949 e embora já tenham passado mais de 6 décadas, o conceito mantém-se atualizado. Vivemos num mundo onde a informação circula com uma rapidez fascinante e os consumidores são cada vez mais exigentes. Os planos de negócio são ferramentas necessárias às empresas mas, é impossível uma empresa ter sucesso se passar da fase da definição das ideias/oportunidades diretamente para o plano de negócios. Qualquer que seja a ideia deve ser testada, se assim não for, não deixa de ser uma hipótese, o que aumenta a chance de insucesso do negócio.

empreendedorismo

[Imagem baseada numa figura elaborada pelos autores do artigo Design Thinking, o Modelo de Negócios Canvas (Business Model Canvas), apresentado no V Congresso Internacional do Conhecimento e Inovação]

“Nenhum plano de negócios sobrevive ao primeiro contacto com um cliente (…) enquanto planos são estáticos, modelos de negócio são totalmente dinâmicos”
(Steve Blank)

É neste ponto que o conceito de  modelo de negócio começa a fazer sentido, pois “é a forma como uma empresa cria, entrega e captura valor” (OSTERWALDER; PIGNEUR, 2002).

Desta forma, o modelo de negócio pretende definir de que forma é garantida a viabilidade e a sustentabilidade de uma ideia de negócio. E só com a definição do modelo de negócio conseguimos desenhar estratégias de futuro.

empreendedorismo 2

[Imagem baseada numa figura elaborada pelos autores do artigo Design Thinking, o Modelo de Negócios Canvas (Business Model Canvas), apresentado no V Congresso Internacional do Conhecimento e Inovação]

São muitas as ferramentas de design thinking que nos permitem trabalhar em modelos de negócio, sendo a mais conhecida o Canvas Business Model (BMC) ou “canvas do modelo de negócio”, criada por Alex Osterwalder, mas sobre isso falaremos noutro artigo brevemente. Para já dá uma vista de olhos no modelo de negócio da Wii, um modelo de negócio disruptivo.

dsc_2736_impressao

RUI PINHEIRO | GESTOR DO BLOG O EMPREENDEDOR BRACARENSE
Anúncios

5 Comments Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s