Dos 3 aos 3000 colaboradores: a história da Delta Cafés (II parte)

Corria o ano de 1995 e Mário Soares, na altura Presidente da República, atribuiu a Rui Nabeiro o grau de comendador da Ordem Civil do Mérito Agrícola, Industrial e Comercial Classe Industrial. Título reforçado em 2006 com o título de comendador da Ordem do Infante D. Henrique, atribuído por Jorge Sampaio.

“A unidade fabril Novadelta foi a primeira empresa nacional certificada no setor, em 1994, pelo sistema de normas de qualidade NP 29002. Ao longo dos anos diversas outras certificações se lhe seguiram, nomeadamente nos setores ambiental e de responsabilidade social.”


O futuro

50 anos depois a Delta Cafés continua a crescer. Com cerca de 3.300 colaboradores e negócios em todo o mundo, a Delta importa café de cerca de 40 países (com destaque para o Vietname, Brasil e Colômbia):

“(…) não sendo Portugal um país produtor de café, a Delta conseguiu desde logo deixar a sua marca, importando a matéria-prima das melhores origens. Hoje em dia, este dom de produzir os mais variados blends a partir dos melhores cafés Arábicas e Robustas (…)”


“(…) a
tualmente o grupo Nabeiro-Delta Cafés conta com mais de 3000 colaboradores, 37 departamentos comerciais na Península Ibérica e está ainda presente em nome próprio em França, Luxemburgo, Suíça, Angola e Brasil, China e Dubai.”

O grupo inaugurou ainda o Centro Educativo Alice Nabeiro “para dar resposta às necessidades extra-escolares das crianças de Campo Maior”. E foi com o apoio do grupo que a Universidade de Évora criou a Cátedra Rui Nabeiro, destinada à promoção da investigação, do ensino e da divulgação científica na área da biodiversidade.


O segredo
Para Rui Nabeiro o segredo talvez seja o profissionalismo e a paixão: “a Delta assumiu-se desde os primórdios como uma Marca de Rosto Humano e fundamentada na máxima ‘Um Cliente, Um Amigo'”. O empreendedor acrescenta: “a Delta foi conhecendo com o avançar do tempo um crescimento sustentado do negócio. A tática de atuação é a personalização da relação entre a marca e o cliente, sendo cada situação identificada como única e individualizada da globalidade do negócio”.
Outro fator chave é a inovação:

“a inovação é uma das apostas permanentes e distintivas da Delta Cafés,
estando incorporada no organigrama a Diverge
– Centro de Inovação do Grupo Nabeiro.”

Rui Nabeiro - o empreendedor bracarense 2.jpg

centro_de_ciencia_do_cafe

Hoje a Delta lidera o setor dos cafés em Portugal, tanto ao nível do canal Horeca como no segmento de consumo nos lares. Uma tendência de crescimento reforçada em 2007 com o surgimento da marca Delta Q de café em cápsulas. A isto junta-se o facto de os portugueses reconhecerem o valor da marca, traduzido nos 17 anos consecutivos como Marca de Confiança, seis anos como Escolha do Consumidor e quatro anos como Prémio Cinco Estrelas.

“A nossa missão é corresponder às exigências reais dos clientes/ mercados
com vista à satisfação total e fidelização
dos consumidores.”

Foi ou não um artigo inspirador?
Até ao próximo!#

[fotos – capa: agricultura e mar, corpo artigo: Delta Cafés e distribuição hoje]

 

 

dsc_2736_impressao

RUI PINHEIRO | GESTOR DO BLOG O EMPREENDEDOR BRACARENSE
Anúncios

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s