Educação para o empreendedorismo | Escolas

Já há algum tempo que a temática do empreendedorismo deixou de ser um termo estritamente ligado ao meio empresarial, para ser um conceito cada vez mais ligado à educação.

A educação para o empreendedorismo é uma área cada vez mais importante e são vários os especialistas que defendem que esta deveria acompanhar os programas escolares desde os primeiros anos. Com esta tendência, têm surgido ferramentas bastante interessantes que permitem aos professores estimular o interesse e desenvolver competências empreendedoras nos mais novos.

Uma das principais questões que se colocam neste contexto é: será realmente a escola capaz de despertar o gosto pelo empreendedorismo nos mais novos? Se sim, como?
Antes de mais, partindo do princípio que o empreendedorismo é uma questão de atitude, de motivação, uma forma de estar. A escola deve ser capaz de abordar estratégias que permitam desenvolver a criatividade, a capacidade de iniciativa, o trabalho em equipa e, acima de tudo, o espírito crítico dos alunos.

A escola deve estimular os alunos a “pensar”, deve elucidar os alunos de que não existem problemas, mas desafios e que estes podem ser resolvidos se os alunos pensarem em soluções criativas e desenvolverem o seu espírito crítico.

Porque acredito que a atitude empreendedora pode e deve ser estimulada desde cedo, tenho colaborado com várias escolas, desde o ensino básico ao profissional, dinamizando formação e ações de estímulo para desenvolver a atitude empreendedora nos alunos.

Anúncios